2019 em review – mercado de CO2

Resumo anual do mercado de CO2

Comparativamente ano anterior, em 2019 verificaram-se subidas nos preços das licenças de emissão. Os primeiros meses de 2019 ficaram marcados por uma descida no preço das EUAs, um período coincidente com a publicação da Decisão da Comissão respeitante à determinação dos setores e subsetores considerados expostos ao risco de fuga de carbono no período 2021-2030. Nos pontos abaixo apresentamos os principais números a reter sobre o mercado de carbono em 2019:

  • Relativamente a 2018, o valor médio das licenças em 2019 aumentou cerca de 56%, de 15,90 €/EUA para 24,86 €/EUA em 2019;
  • O valor mais alto registado em 2019 verificou-se no dia 23 de julho, tendo o mercado atingido um máximo de 29,77 €/EUA. Julho foi o mês em que se registaram os maiores preços das licenças, coincidente com um período em que se registaram valores de temperatura anormalmente elevados em grande parte da Europa;
  • Já em sentido inverso, o valor mais baixo registado no ano passado foi de 18,7 €/EUA no dia 21 de fevereiro;
  • No primeiro semestre de 2019 os preços das licenças registaram uma média de 23,82€/EUA, ao passo que no segundo semestre o valor médio foi mais alto, na ordem dos 25,89€/EUA.

Tecnologias renováveis representaram cerca de 51% da produção elétrica em 2019

De acordo com dados disponibilizados pela REN, cerca de 51% da produção de eletricidade em Portugal no ano de 2019 foi proveniente de energias renováveis, num ano em que o consumo de eletricidade caiu 1,1% face a 2018. Deste desempenho destaca-se a energia fotovoltaica, que ultrapassou pela primeira vez 1 TWh de produção. A produção eólica representou cerca 27% do consumo (a quota mais elevada de sempre), a produção hidroelétrica 17% , a biomassa 5,5% e a fotovoltaica 2,1%. Foi também atingido mais um recorde nacional de 131 horas consecutivas com a produção renovável a ultrapassar o consumo de eletricidade. Já produção de eletricidade a partir do carvão caiu para 10% do consumo nacional, o valor mais baixo desde a entrada em serviço da central de Sines.

Venda de carros elétricos em Portugal diminuiu 16,4%

De acordo com dados da Associação Automóvel de Portugal, a venda de carros elétricos ligeiros em 2019 em Portugal decresceu 16,4% face a 2018, seguindo a tendência do mercado automóvel nacional que caiu 2%, tendo-se vendido 7096 veículos elétricos ligeiros.