Mercado de carbono (resumo semanal – 27/04/2020)

Resumo CELE de 2019
Foram publicados no dia 15 de Abril os resultados do CELE do ano de 2019 para a Europa, tendo as emissões totais abrangidas caído cerca de 10% em relação a 2018, totalizando 1576 MtCO2 em 2019. As instalações de combustão, a principal fonte de emissões do CELE, viram a sua contribuição cair cerca de 14%, tendo representado em 2019 cerca de 61% das emissões totais. Este comportamento foi em parte motivado pelo aumento do preço das licenças de emissão que incentivou as produtoras de eletricidade a uma migração da utilização de combustíveis fósseis como o carvão e a lenhite para o gás natural, menos poluente, mas também por um ano ameno e ventoso que contribuiu para uma maior geração renovável, reduzindo a atividade das centrais a combustíveis fósseis.

As emissões totais no âmbito do CELE em Portugal caíram cerca de 17% face a 2018 totalizando 23,1 MtCO2. Também em Portugal se verificou uma redução nas emissões associadas às instalações de combustão em cerca de 28% (4,65 MtCO2), maioritariamente motivada pela redução da atividade da central de Sines em 50%. De notar que, de um modo geral, todos os setores abrangidos pelo CELE viram as suas emissões descer.

UE reafirma intenção de uma recuperação “verde” pós pandemia
O responsável da CE para o Pacto Verde Europeu, Frans Timmermans, assegurou na semana passada que “cada euro investido tem de ser direcionado para uma nova economia”, dando foco à importância deste Pacto para a recuperação da economia europeia pós Covid-19.
Também a semana passada a CE divulgou um  Roteiro para a Recuperação depois da pandemia. Este roteiro evidencia a importância da transição verde, da transformação digital e da economia circular no relançamento e modernização da economia europeia.

Mensagem de António Guterres no âmbito do Dia da Terra
No passado dia 22, Dia da Terra, o Secretário-Geral das Nações Unidas António Guterres, referiu que a pandemia da Covid-19 é o maior teste vivenciado pelo mundo desde a 2ª Guerra Mundial, reforçando a necessidade de se olhar para a recuperação desta crise como uma importante oportunidade. Neste âmbito, enunciou algumas medidas-chave para uma recuperação sustentável que vão desde a criação de novos postos de trabalho por meio de uma transição verde, distribuição de apoios às empresas sob condição de fomentarem um desenvolvimento mais sustentável, terminar com os subsídios dados aos combustíveis fósseis e a incorporação dos riscos e oportunidades climáticos no sistema financeiro.

Consulte os valores diários aqui.